JOVENS CRISTÃOS CONTRA O VERDADEIRO MUNDANISMO

“E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12:2)

O mundanismo é algo que tem invadido a vida cristã em todos os aspectos, temos sido bombardeados violentamente pelas influências mundanas em todas as áreas de nossas vidas. Nós como jovens, certamente estamos mais vulneráveis as armadilhas deste século, visto que estamos sempre “conectados” com todo tipo de modernidade. Todavia, isso não implica dizer que tudo que é novo seja prejudicial, nem que devemos nos posicionar totalmente contrários a qualquer tipo de novidade. Sabemos que qualquer coisa pode ser feita para a glória de Deus (1Co 10:31), mas para que tudo seja feito com esse propósito, é necessário ter o discernimento bíblico correto, não permitindo que a cultura atual seja mais preponderante em nossas vidas do que os valores morais de uma vida em obediência a Deus.

É importante ressaltar que a definição da palavra século ou mundo (dependendo da tradução) encontrada em Romanos 12:2 e em outras partes da Bíblia, tem o mesmo significado na carta de Tiago capítulo 4:4: “Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do MUNDO é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do MUNDO constitui-se inimigo de Deus.”. Logo, o mundanismo é definido como algo que se contrapõe a uma vida em comunhão com Deus, como por exemplo, as obras da carne descritas na carta do Apóstolo Paulo aos Gálatas, no capítulo 5, versículos do 19 ao 21: “adultério, fornicação, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas.”. É com estas coisas que não devemos nos conformar!

Temos de ter cuidado e ficarmos atentos ao que realmente é contra a vontade do nosso Senhor, pois alguns legalistas modernos no meio evangélico deturpam o significado do que é “do mundo”, atribuindo o termo a aspectos exteriores das pessoas, tais como: a preferência musical que a pessoa tem, o corte de cabelo que a pessoa usa, etc. Muitas vezes o moço de terno bem alinhado e de boa aparência que faz sexo com a namorada, é visto como “mais santo” perante a igreja, do que aquele jovem piedoso, obediente a Deus, mas aparentemente “meio desajeitado”. Não é que desprezamos o externo, mas precisamos nos concentrar naquilo que é interno, o essencial. Portanto meus irmãos, o que precisa ser renovado é a nossa mente e não o nosso estereótipo, precisamos nos moldar pelo conhecimento do Evangelho e não pelos parâmetros impostos por uma sociedade humana e corrompida pelo pecado.

Os jovens precisam ser radicais, a palavra “radical” é relativa a origem ou raiz, se somos de fato cristãos, nossos princípios devem estar fundamentados e enraizados nos ensinamentos do nosso Senhor Jesus Cristo e na palavra de Deus. O jovem radical é aquele que odeia a mentira, que não se conforma com a injustiça dentro do seu trabalho, que glorifica a Deus na sua faculdade através de uma conduta reta, que tem princípios bíblicos em seu relacionamento, que chora e se arrepende amargamente quando peca contra Deus!

Lembremos das palavras do Apóstolo João em sua primeira carta:
“Eu vos escrevi, JOVENS, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno. Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.
E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre”. (1 João 2: 14-17)

Rafael Durand.
Facebook:  https://www.facebook.com/RafinhaDurand

Anúncios

1 comentário

  1. Dá-nos um coração quebrantado e humilde, ó Deus!

    Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo.
    Porque em Cristo Jesus nem a circuncisão, nem a incircuncisão tem virtude alguma, mas sim o ser uma nova criatura.
    E a todos quantos andarem conforme esta regra, paz e misericórdia sobre eles e sobre o Israel de Deus.

    Gálatas 6:14-16

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s