SEM TEMPO A PERDER

Imagem

“Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios”.(Sl 90:12).

No meu texto anterior “HÁ TEMPO PARA TUDO!“, falei sobre o tempo de solteiras das jovens cristãs, nesse texto, continuarei a falar sobre tempo, o tempo que desperdiçamos com este mundo, este é um alerta as jovens que desperdiçam seu tempo com as futilidades e vaidades desse mundo. Já perceberam como o tempo passa rápido? Em um exercício simples de memória podemos perceber isso, lembre-se da ultima vez em que você sentou no chão sozinha e brincou com suas bonecas, parece que foi ontem não é verdade? Então, como o tempo passa rápido, e como o desperdiçamos em prol de nós mesmos dia a dia, e assim nos comportamos de maneira que não agrada a Deus. Ao exortar uma jovem, fiz a seguinte pergunta: ”Quando foi à última vez que você orou?” Ela escondendo as mãos e com os olhos baixos, me falou que naquela semana ainda não havia orado, e quando a perguntei sobre a última vez que ela havia lido bíblia, a resposta ainda foi mais triste, ela me respondeu que não lembrava. Quão triste meu coração ficou quando ouviu as respostas daquela jovem, é claro que a exortei sobre o tempo que ela perde com as coisas vãs da terra, e não o aproveita para a gloria de Deus, me entristeci, pois sei que o problema desta jovem é o mesmo de tantas outras. Jovens, o bom aproveitamento do nosso dia é algo que devemos aprender desde cedo, pois o utilizaremos por toda nossa vida, a distribuição correta do nosso dia, o momento certo para cada coisa, é algo simples que todos devemos compreender.

O puritano Richard Baxter falou: ”Mantenha uma alta estima do tempo e seja a cada dia mais cuidadoso de não perder tempo algum seu… E se a vã recreação, os trajes, os festejos, as conversas inúteis, a companhia não proveitosa, ou o sono forem quaisquer deles tentações para roubar-lhe alguma parte de seu tempo, da mesma forma aumente sua vigilância.”, Baxter nos alertou acerca da vigilância que devemos manter sobre nosso tempo, não devemos perdê-lo com coisas inúteis e não proveitosas que satisfazem os desejos humanos, mas sim usá-lo para a glória e vontade de Deus (I Pedro 4:2). Sempre fui uma grande apreciadora do sono, e por muito tempo fui uma pessoa bastante acomodada, porém, após Cristo me resgatar me tirando da morte em meus pecados me trazendo a vida, esse quadro mudou. Hoje, consigo ser vigilante e não permitir que essas coisas me atrapalhem, que o sono ou a preguiça me impeça de ir à igreja, de ler a bíblia ou orar. Da mesma forma jovens, vos advirto que aqueles minutos parados na frente de uma televisão assistindo um programa que não glorifica o nome de Deus é perca de tempo, concordo com o puritano C.H Spurgeon quando ele fala que: ”Para o homem que vive para Deus nada é secular, tudo é sagrado.”. Não pode existir o ”momento secular” ou o ”momento na carne” como alguns falam, o cristão verdadeiro vive na busca constante por andar segundo o que as escrituras ordena: em santidade; porém para muitos que se dizem cristãos eu posso utilizar uma frase da canção Sagrado da banda Palavrantiga: ”É que o sagrado se tornou hilário, ascendeu em Abril, se espatifou em Maio.”. Para muitos que se dizem Cristãos, em Abril quando comemoramos a páscoa tudo é sagrado, porém em Maio, esse sagrado se espatifa e deixa de existir.

Queridas jovens, somos chamadas a ser diferentes e não nos amoldar aos padrões desse mundo, devemos experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus (Rm 12:2), e gastando nosso tempo com as coisas vãs da terra isso não ocorrerá. As horas gastas em conversas profanas com suas amigas, olhando a vida de outras pessoas nas redes sociais, ou assistindo a programa inúteis deveriam ser horas gastas em leitura da palavra, oração, e ouvir bons sermões, devemos evitar torpezas, parvoíces e chocarrices, e sim dar ações de graças a Deus (Efésios 5:4), devemos fazer como Paulo nos instrui em Efésios 5:19 falar entre nós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor em nossos corações. Quantas vezes damos mais atenção a uma conversa inútil do que a oração que fazemos antes de dormir, negligenciando a reverência adormecendo em tal momento, quantas vezes paramos para ler uma piada imoral, e não lemos um salmo, ou entramos na livraria e compramos um best seller de fábulas anti-cristãs, e não compramos um livro que fale sobre, por exemplo, dos atributos de Deus, uma hora na igreja parece tão longa, e uma hora em uma festa parece tão rápida, tudo isso é perder tempo com as coisas vãs desse mundo, é estar sentada sem fazer nada, quando se poderia estar de joelhos orando pelos missionários que estão pelo mundo a fora, é preferir dormir no domingo de manhã ao ir à Escola Bíblica Dominical.

Perdemos tempo também em conversas fúteis com nossos amigos não cristãos, quando poderíamos estar pregando para os mesmos. Não gaste seu tempo em ociosidade e conversas não proveitosas enquanto você poderia estar pregando para seus familiares, ou em conversações com pessoas santas sobre coisas das mais altas importâncias, em oração e meditação, e lendo livros proveitosos. Você precisa melhorar cada talento e oportunidade ao máximo enquanto o tempo ainda perdura. O puritano Jonathan Edwards escrevendo sobre o tempo disse: ”Considere quanto tempo você já perdeu… Você deve aplicar a si mesmo o mais diligentemente possível para o aproveitamento da parte de tempo que lhe resta, para que você possa viver como se fosse para remir o tempo perdido.” Que nós possamos aproveitar o tempo que nos resta a fim de que o vivamos para a glória de Deus, pois, se não quisermos gastar o nosso tempo vivendo inteiramente para glória de Deus aqui na terra, como então poderemos almejar o céu, se lá viveremos juntos em comunhão contemplando a glória divina e adorando ao nosso Senhor eternamente.

”Se nós tivermos vivido cinquenta, sessenta ou setenta anos, e não tivermos feito bom uso de nosso tempo, agora nada se poderá fazer quanto a ele. Ele está eternamente perdido, foi-se para sempre de nós. Tudo o que poderemos fazer é fazer bom uso do pouco que resta. Sim, se um homem gastou toda a sua vida, exceto alguns poucos momentos, de forma vã, tudo o que passou está perdido, e apenas estes poucos momentos que restam poderão ser feitos verdadeiramente dele. E se todo o tempo de um homem foi gasto, ele está todo perdido e é irrecuperável. A Eternidade depende do bom aproveitamento do tempo. Mas, quando uma vez o tempo da vida houver passado, quando a morte chegar, não temos nada mais com o tempo; não há possibilidade de obter a restauração dele, ou outro lugar no qual se preparar para a Eternidade. Se um homem perdesse todas as suas propriedades e riquezas terreais, e chegasse a falência financeira, é possível que pudesse se recuperar desta perda. Ele pode ter outros bens tão bons quanto. Mas quando o tempo da vida se esvai, é impossível obter novamente este tal tempo. Todas as oportunidades de obter o bem eterno terão absolutamente e para sempre se perdido.” (Jonathan Edwards).

”Ora, se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as praticardes.” (João 13:17).

Soli Deo Gloria

Rebeka França
Facebook: https://www.facebook.com/rebek.franca

 

 

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s