CONVITE AOS JOVENS A UMA VIDA DE SACRIFÍCIO – POR PAUL WASHER

“Convite aos jovens a uma vida de sacrifício” é um pequeno vídeo do Paul Washer que circula na internet no qual ele desafia os jovens cristãos a não serem meros teólogos de internet, mas arautos do Evangelho entre os povos não alcançados. Esse é um convite que tem desafiado muito a todos nós que fazemos parte do Blog Cristãos Contra o Mundo, nos lembrando sempre qual deve ser o propósito do nosso blog e nos encorajando a sairmos da frente do computador e irmos às ruas. Assim, decidimos publicar aqui uma transcrição em Português desse pequeno “sermão” do Paul Washer a fim de compartilhar com todos os leitores do blog o mesmo desafio que nos tem sido feito como jovens cristãos:

Eu realmente não sou da geração de blogs, Facebook, internet e etc.. Eu sou das antigas. E eu compreendo que todas essas coisas tem certo valor, mas meu coração dói ao ver certos jovens blogando e brigando sobre nuances teológicas, mas sem sequer terem vivido tempo suficiente  para ao menos experimentar ou saber do que estão falando.

Eles se sentam lá, se enchem de internet e dessas coisas, quando há, literalmente,  bilhões de pessoas que nunca ouviram o evangelho. Ou seja, é insano.

Se você está lendo isso e ainda é jovem, provavelmente ainda não é a hora de escrever um livro e mudar o mundo. Ou ter um blog que é acessado por todo o planeta. Essa é a hora de você se preparar para ser um homem de Deus. E não para ficar na internet, fazendo coisas que você não tem preparo. Mas o momento de ficar a sós com Deus, em oração, até que Ele derrame seu Espírito sobre você e o faça um servo útil. Então depois você vai para a rua. E não vá se envolver num “derramar de águas” em uma terra que já está completamente saturada.  Vá pregar o evangelho com toda sua vida para as nações que não conhecem à Cristo.

Por que viver?  A necessidade é muito grande, mas não vou dizer que a necessidade é tão grande que Deus não vai cumpri-la sem você, Deus vai cumpri-la, apesar de você não querer ir, apesar de você querer desperdiçar sua vida com coisas inúteis. Eu te convido a uma vida de verdadeiro sacrifício, uma vida de inefável alegria e cheia de glória.

Alguns de vocês, jovens, precisam pensar sobre isso, pensar em ir para rua e pregar o evangelho de Cristo, sofrer por Cristo. Não com 49 anos de idade, quando seu corpo vai estar quebrado em milhões de pedaços. Como Robert Murray McCheyne disse: “O Senhor me deu uma mensagem e um cavalo e eu matei o cavalo”. E eu me sinto assim,  e posso lhe dizer o seguinte: “Eu estou contente, estou muito contente”. Jovens, Ele é digno de morrermos.

Não desperdice sua vida tentando ser um especialista teológico para um punhado de pessoas que provavelmente já sabem mais que você. Vá para as ruas, pregue o evangelho. Vá para os campos, vá para os lugares escuros, pregue o evangelho de  Jesus Cristo. Nesse momento estou vendo as maravilhas que Deus tem feito na Índia e no Nepal. Contudo existe o Tibet, existe a China… E eu peço a Deus: “Quando Deus abrirá as portas para o Tibet, a China? Quando as portas serão abertas na Mongólia?”

Um amigo meu, que mora na Califórnia, Larry Pen, tem em sua página da internet uma frase dizendo que ele preferia estar nas linhas de frente pregando, do que estar brigando por destaque no altar. Jovem, vá para algum lugar e morra, de forma que só Deus e o inferno  saibam seu nome. Vá para algum lugar e pregue o evangelho.

Algumas vezes eu leio os puritanos. Eu gosto muito dos puritanos. Então eu olho para os pregadores modernos pelos quais temos sido tão abençoado. Homens como John Macarthur, John Piper, Wayne Grudem, entre outros. E todos esses homens são homens mais velhos, eles estudaram muito e Deus deu a eles voz. Jovens, não tentem ser mais sábios do que eles, não tentem ser melhores do que eles, pelo menos não agora. E não pense que a América precisa tanto assim de você. Às vezes onde você prega hoje, sua pregação não cause tanto impacto. Mas se você atravessar o oceano e pregar onde ninguém está pregando? Ainda que você não conheça muito a bíblia, que não seja tão bom pregador, naquele lugar, onde ninguém foi você será “O Pregador”. Vá para algum lugar onde não existam pregadores, pregue o evangelho, ore, interceda.

De todos os homens que já estudei, todo eles, é difícil encontrar um denominador comum. Alguns são mais calvinistas, outros não. Alguns são mais conhecidos, prósperos, e outros morreram como verdadeiros mártires  sem que ninguém tenha ouvido falar deles. Várias são as diferenças, mas eu encontro uma coisa em comum: uma vida de oração.

Orar, resistir, perseverar em oração. E daí se ninguém conhece se nome? A questão é: Deus conhece seu nome? Em segundo, o diabo conhece seu nome? Ele odeia você, com grande ódio? Não porque você é um pregador bem conhecido, mas por que você batalha contra suas obras de joelhos, você luta contra ele de joelhos.Você precisa ser um homem de oração, pois missões, como na Índia, Nepal, Tibet, China,  qualquer outro lugar, e fundamentada e avança através da oração.

Existem algumas coisas que eu nunca ouvi.  Eu nunca ouvi um velho dizer que ele gostaria de ter passado menos tempo com sua mulher e seus filhos. Eles sempre dizem o oposto. E eu nunca conheci um velho pregador que tivesse se arrependido de passar muito tempo em oração. Contudo, quase todos que conheci se arrependem de não ter passado mais tempo em oração.

Se você conhece as escrituras muito bem… e rapaz, você é simplesmente perfeito no pensar, na sua lógica, mas você não é um homem de oração, você não vale dois centavos no reino dos céus. Você terá muito conhecimento, muito orgulho, mas nenhum poder. Nenhum poder.

E eu oro para que você não venha brigar para ter destaque em púlpitos, em altares por aí, mas que você vá e morra por Cristo, que seu nome seja conhecido nos céus. Que você seja um homem de oração, que você estude profundamente  a bíblia, não para pregar para outros homens brilhantes, mas para pregar corretamente para aqueles que nunca ouviram, e para pastores que Deus levantou em terras estrangeiras, que nunca tiveram oportunidade de estudar, como você teve.

Ore pelo Nepal, pela Índia, pela Mongólia, bem como por todos os outros países do mundo. Que o nome de Cristo seja engrandecido entre as nações, do nascer até o pôr do sol e Ele receba a recompensa  completa por todo o seu sofrimento.

Paul Washer

 

Tiago Silva

https://www.facebook.com/tiago.silva.39

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s