IDOLATRIA – UM AMOR A MIM MESMO

AVeryPresentHelp

Dando continuidade a sessão que fala sobre Idolatria, hoje irei falar da Idolatria a si mesmo. Quem nunca leu a expressão: “se eu não me amar muito ninguém vai me amar também!” ou até “se eu não me valorizar, ninguém vai valorizar”. Todos nós, não é mesmo? Se não já também fizemos uso dessa frase em algum momento de nossa vida.

Tenho visto e ouvido grande apelo para o uso dos “auto alguma coisa” hoje em dia. Vemos a “auto estima”, a “auto suficiência”, “auto dependência”, “auto gestão”, “auto sacrifício”, “auto crítica”, “auto biografia”, “auto expressão” ,“autonomia” e etc.

Auto, em alguns dicionários tem dito por significado: “Exprime a noção de próprio, de si próprio, por si próprio.

Ao mesmo tempo que tem crescido a noção de altruísmo, que é o fato de cada vez mais a sociedade estar em busca de ajudar o outro, tem crescido por igual as “auto alguma coisa”, como meio de busca de algo bom e melhor para si próprio.

Como será que isso tem influenciado a Igreja e consequentemente o pensamento cristão?

Gostaria de tratar três pontos com vocês de como isso influencia os trabalhos dentro da igreja, o primeiro é:

. “Só eu me levanto para realizar algum trabalho”.

O que mais tem acontecido são pessoas que dizem que somente elas buscam realizar trabalhos em suas Igrejas. Pensando no papel da mulher cristã, muitas falam que somente elas que se empenham em realizar grupo de estudos para mulheres, cuidar uma das outras e cuidar das crianças, ou outras atividades que poucas se mostram interessadas em fazer.  Essas pessoas acreditam que só elas que se empenham de verdade em buscar meios de edificar a igreja, acreditando que mais ninguém toma partido para realizar algo.

. “Só eu sou competente o suficiente para realizar determinada atividade.”

Outro tipo de idolatria a si mesmo dentro da igreja vem das pessoas que crêem que determinadas atividades só poderão ser bem realizadas por si próprias. Isso é tão preocupante porque vemos o quanto trazemos essa noção dos nossos trabalhos, ou estudos em universidade e escolas, de  quanto o trabalho em grupo e co-dividido é complicado e que por vezes é melhor realizar o trabalho sozinho mesmo, onde se poderá ter mais proveito e melhor resultatividade.

. “Só eu mereço o mérito por todo trabalho.”

Outro grupo pensa que somente eles merecem o mérito por todo o trabalho realizado. Esse tipo de pessoa, transvestida por idolatria, acredita que somente ela merece o mérito por determinada atividade desenvolvida, somente ele merece o reconhecimento da liderança da igreja e até da comunidade por ter realizado tal feito. Se esse mérito não for dado, é bem capaz de haver ira e divisão por se acreditar que o trabalho bem feito não foi reconhecido.

Sabemos bem que esses três pontos poderiam ser estendidos por bem mais pontos. Mas vamos refletir sobre como devemos combater essa Idolatria presente nas nossas igrejas e que está bem próxima ou até mesmo dentro de nós.

1º Suficiência em Cristo

Quando pensamos que toda nossa suficiência está em Cristo nos rendemos ao seu imenso e eterno amor. Se fôssemos esperar melhorias ou resolução para algo tão somente em nós mesmos estaríamos perdidos. Cristo morreu na cruz e nos mostra que nossa Salvação e Dependência vêm tão somente Dele. Deus é o nosso Pai, que nos ama e nos guarda. Não precisamos de nada além da suficiência em nosso Redentor para termos paz, sermos felizes ou realizarmos atividades.

2º Humildade e Glória de Deus

Todo cristão realmente consciente entende que nenhum mérito ele merece e que sim toda Glória vai e está somente em Deus. Isso que se chama de humildade, o reconhecimento de que o que você realiza, sejam trabalhos evangelísticos, seja uma visita a algum irmão da igreja doente, seja uma ajuda dada a uma família que precisa, tudo isso a honra e a glória deve ser dada tão somente a Deus, que lhe chamou e lhe renova todos os dias à se empenhar em obras e ajudas, mas não para seu mero prazer, mas sim para a glória do nosso Senhor, reconhecendo que sem Ele nada disso aconteceria.

3º Amor pela Igreja

. O terceiro ponto nos lembra que ao amarmos o povo de Deus nos empenhamos em cuidar deles sem nenhum reconhecimento ou mérito qualquer. Reconhecemos que somos idólatras ao querermos que alguém chegue até nós e nos parabenize sobre algum trabalho que fizermos de bom na nossa igreja. Penso muito em pastores que se empenham horas e horas em sermões que são centrados em Cristo e que muitas vezes somos compelidos a parabeniza-los por tamanho empenho, mas devemos lembrar à eles e à nós que a Glória é dada somente a Deus que chama esses homens a cuidarem tão bem do Seu povo, utilizando do único meio referido por Deus para a edificação da Igreja, Sua Palavra.

Esse texto, mesmo estando na coluna das Mulheres Puritanas, serve de reflexão à todos. Que Deus nos ajude e guie a cumprir Sua vontade e matar dia após dia dentro de nós esse ímpeto de busca da glorificação, todos nós temos uma pontinha de Idolatria dentro do nosso coração e somente Deus pode nos livrar dela.

Tenham cuidado para que ninguém os escravize a filosofias vãs e enganosas, que se fundamentam nas tradições humanas e nos princípios elementares deste mundo, e não em Cristo. Pois em Cristo habita corporalmente toda a plenitude da divindade, e, por estarem nele, que é o Cabeça de todo poder e autoridade, vocês receberam a plenitude. (Colossenses 2:8-10)

 LARYSSA LOBO

https://www.facebook.com/laryslobo

Anúncios

1 comentário

  1. O amor ao próximo deve ser da mesma intensidade do amor a si mesmo (Gl 5:14).
    De fato, não devemos buscar reconhecimento algum da parte dos homens e ter o cuidado quando eles vierem a nos louvar.
    No reino de Deus, cada um tem a sua função a cumprir. Alegramo-nos ao cumprir o nosso papel fielmente. Se alguém não está fazendo a sua parte, é melhor ajudá-lo e orar por ele do que difamá-lo ou desanimá-lo ainda mais.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s